logo.png
  • Fábio Ruiz

O Resgate – EUA – 2020




Índia, quando o adolescente Ovi Marajan, filho do chefe do cartel de drogas indiano, é sequestrado pelo chefe do Cartel de Bangladesh, seu pai, da cadeia, ordena Saju, seu representante, a contratar paramilitares para resgatá-lo. Liderados por Tyler, o grupo vai as últimas consequências para salvar o menino. Apesar da trama comum, o roteiro inclui reviravoltas e personagens interessantes que a distinguem de outras e os cenários são um forte elemento adicional, ilustrando, nessas regiões, a fácil cooptação de crianças e adolescentes pela criminalidade. Intercalando com muita sagacidade cenas de ação e outras onde se desenvolvem as personagens, o texto acaba por prender a atenção.



A direção do estreante em longas-metragens, Sam Hargrave, oriundo dos dublês, é surpreendentemente muito boa, pois imprime o ritmo e clima da novela gráfica, HQ, onde o roteiro se inspirou, movimentos de câmera diferenciados nas cenas de ação, na maioria das vezes muito bem executados, e escolhas de desfoques interessantes, que deixam o final aberto a sua imaginação. Chris Hemsworth constrói personagem diferenciada, fugindo totalmente ao Thor, e conturbada por seu passado em boa atuação, o menino Rudhraksh Jaiswal, como Ovi, é o grande destaque do elenco, e David Harbour, em excelente participação, se sobressai do elenco coadjuvante. A fotografia é muito oportuna, valorizando e contextualizando os cenários, efeitos especiais poderiam ser melhores, vide alguma explosões de granadas, música e edição são muito boas.



Um excelente filme de estreia de Sam Hargrave, com todos os elementos de filmes do gênero, adicionados de conflitos mais relevantes do que os vistos na maioria, é o que traz#OResgate,#Extraction. Vale assistir.