logo.png
  • Cardoso Júnior

Destacamento Blood -EUA-2020


Após o sucesso do ótimo Infiltrado na Klan (Análise nº 936), Spike Lee apresenta sua primeira produção realiza-da para um canal de streaming e não faz feio.

Roteirizando entre dois tempos, um com foco histórico e outro ficcional, o cineasta desvia-se de um filme de guerra nos moldes tradicionais para expandir sua veia / visão político-ideológica, que açambarca seu agudo pensamento crítico sobre questões raciais, ora ofertando-nos imagens históricas de arquivo, ora voltando para o cerne narrativo ( a estória de quatro veteranos da Guerra do Vietnã), com algumas boas pitadas tarantinescas.

#Da5Bloods com sua boa mistura de realidade e ficção em seus 150 minutos de duração, inova nas interessantes proporções de tela e ousa ao não rejuvenescer seu elenco mantendo o mesmo nos dois tempos fílmicos iniciando como quase despretensiosa comédia para condensar-se, aos poucos, num drama bélico que reflete a cruel visão política de um passado ( e presente), onde governos, em nome da democracia, atacam e destroem países causando danos físicos e psicológicos em todos envolvidos por várias gerações.

Ok que a repetição temática acaba por emprestar à obra um certo didatismo desnecessário e, ainda que formate genial-mente uma série de alegorias e metáforas sobre o imperialismo americano abrindo espaços para inúmeros debates, infelizmente, por conta da insistência em vários recortes, acaba perdendo a força da consubstanciação dramática deixando escapar a densidade necessária a empreitada, diluindo um pouco o impacto que esperamos da e na conclusão.

Com excelente desenvolvimento de todos personagens, #DestacamentoBlood com suas camadas psicológicas permite atuações mais que convincentes de todo elenco com destaque nítido para Delroy Lindo, funciona muito bem em todos aspectos técnicos – da fotografia a simpática banda sonora – configurando-se num excepcional entretenimento que perde a oportunidade de fixar-se no panteão dos clássicos por mais oportuno e necessário que seja e é.


Ps1: Disponível na Netflix,