logo.png
  • Fábio Ruiz

Um Espião Animal – EUA – 2019

Atualizado: Ago 9


#UmEspiãoAnimal, a animação dirigida por Nick Bruno e Troy Quane, traz um enredo, interessante e inusitado, baseado em um curta-metragem de Lucas Martell e na estória para cinema de Cindy Davis, com roteiro escrito por Brad Copeland e Lloyd Taylor, possui todos os elementos comuns em obras do tipo: muita ação, bastante comédia, ensinamentos, representatividades, flertando com o “politicamente correto”, e, supreendentemente, há uma certa picardia, que foge aos padrões, mas não viola o estilo. O texto também oferece a visão, literal, dos pombos, que é pouco explorada explicitamente, apenas em uma piada. Entretanto, não oferece muito mais das fórmulas bem-sucedidas, e amplamente observadas em animações, acertadamente, confiando muito no carisma de Will Smith e Tom Holland.

Will Smith contribui com seu carisma, sem grandes variações na forma, afinal, já o vimos antes em O Espanta Tubarões. Tom Holland, excelente, em atuação sólida, com voz que o diferencia do Homem-Aranha, transborda sinceridade à personagem tornando-a verosímil dentro do contexto, Ben Mendelssohn e Masi Oka, o Hiro Nakamura de Heroes, estão irreconhecíveis em seus vilões. A direção de Nick Bruno e Troy Quane é, surpreendentemente, excelente para o primeiro longa-metragem, conduzindo muito bem um elenco grande e variado, e particularizando discretamente a linguagem visual, mas sem romper com seus passados, ambos vieram da franquia Era do Gelo. A música é contagiante e diferenciada, e demais critérios técnicos impecáveis.

Uma animação que, muito discretamente, indica inovações e quebras de paradigmas do gênero, cujas últimas obras, como Frozen 2, têm demonstrado a necessidade de profundas novidades, além de mais números musicais e estórias contagiantes e carregadas de princípios, é o que apresenta o bom #SpiesInDisguise. Vale assistir. Em Cartaz.

TRAILER


#FoxFilmDoBrasil #BlueSkyStudios #FoxFilms

#Animação #EUA #2019