logo.png
  • Cardoso Júnior

A 5 ª Onda- EUA-2015.

Atualizado: Ago 16


Nem era para estarmos comentando este tipo de cinema uma vez que foge da nossa linha editorial de só falar sobre obras de qualidade que tiveram pouca divulgação, mas vamos a algumas linhas... Com enredo mega-super batido sem acrescentar absolutamente nada de inédito, tipicamente construído para um público juvenil, é um trabalho sem personalidade alguma que ainda pretende sefirmar em trilogia. Que dó! Totalmente sem emoção, afinal as terríveis devastações alienígenas narradas na primeira pessoa de sua protagonista (a queridinha Chloe Moretz), soam despidas de importância como a narrativa de um evento tão banal que chega a fazer rir. Esqueçam qualquer tipo de emoções nos personagens, afinal a eminente destruição do planeta não vale sequer uma única tomada de um rosto meramente, talvez, preocupado. Quanto ao romance inserido no contexto (tinha que ter um , não é?), fica caracterizado por diálogos tão sem nexo e tolinhos que é outra oportunidade para rir...ou chorar. Enquanto a lindinha Chloe no auge de seus 18 anos, engorda mais sua já imensa fortuna de U$75 milhões, ficamos nos perguntando se não está fazendo péssimas escolhas. Parece que no quesito ganhar muito, não, mas péssima escolha é assistir isso. Sem cotação!

TRAILER

#Hollywood #Análise