• Academia de Cinema

Gett: O Processo de Viviane Amsalem - Israel - 2014.


Este é um daqueles trabalhos que trazem um componente importante do cinema arte: informação = cultura! Nós, aqui, não sabíamos que, em Israel, caso uma mulher resolva divorciar-se de seu esposo (algo normal por aqui), terá que enfrentar uma longa, gigantesca e extenuante batalha emocional em tribunais, sempre em desvantagem frente ao machismo dos juízes e as “leis religiosas” que regem os matrimônios a ponto de: somente o marido querer ou não, conceder-lhe a liberdade.

Construído sobre essa premissa surreal, temos um filme de tribunal denunciando a nulidade da vontade das mulheres Israelitas, com uma interpretação minimalista e espetacular da atriz e produtora Ronit Elkabetz que, de forma sutil, através dos figurinos, reflete sua indignação contra o sistema opressor. Infelizmente, este trabalho genial não está situado na idade média e sim, nos dias mais que atuais e vale-se de interpretações brilhantes e ausência de cenários e outros artefatos diante do potente roteiro. Para que mais ?

TRAILER

#OrienteMedio #Análise #Oscar2015

8 visualizações