logo.png
  • Cardoso Júnior

Olhos Sonhadores - Vietnã – 2021


Na disputa por uma colocação no Oscar 2021, essa adaptação cinematográfica de um romance busca nos levar a acompanhar um amor que, de tão forte, é capaz de superar todos os desamores e persistir intacto por décadas a fio.

Talvez a palavra certa aqui seja obsessão uma vez que, diante de tantas desditas, o protagonista continua idolatrando seu primeiro amor, sua amada, passando por cima de seu amor próprio de forma a incomodar o espectador até porque, a razão de tal sentimento não ser correspondido é tão pífia e tão injustificável que chega a dar raiva.

Em #DreamyEyes, a cinematografia tem tomadas belíssimas e o retrato de um Vietnã campestre com o dia a dia de uma vila rural rende belos momentos visuais embalados por trilha sonora agradável, todavia, o roteiro se permite a um ritmo lento, cansativo que vai desgastando o interesse pela simplicidade da trama, pela previsibilidade de todos os conflitos e andamentos bem como por todos os clichês de gênero inseridos.


Assim, #MatBiec, esse trabalho bonito plasticamente e honesto nas intenções, resulta num melodrama com direito a final em slow motion sem atentar que o envolvimento emocional com o “casal” há muito foi perdido se é que chegou a ser estabelecido.




TRAILER: