logo.png
  • Cardoso Júnior

O Grande Buda + – Taiwan- 2018

Atualizado: 6 de ago. de 2020


O candidato de Taiwan a uma vaga no #Oscar2019, é simplesmente delicioso!

Quem realmente tem paixão pelo cinema, quer conhecer filmes do mundo todo e nunca ficar preso tão somente a fórmula colonizadora hollywoodiana, com certeza deveria conhecer #OGrandeBuda+ que é uma obra simples, recheada de humor inteligentíssimo ( sem descambar para a comédia), repleta de gostosas ironias, porém com sutil cunho sócio-religioso não panfletário.

Escrito e dirigido por Huang Hsin-yao que não só estréia na direção, mas que com muita originalidade abre à narrativa e vai nos explicando o desenrolar do leve roteiro assumindo e levando sua obra para um tom de fábula sobre quatro rapazes paupérrimos com apelidos de comidas ( e isso tem um porque), ligados direta ou indiretamente ao rico dono da fabrica onde o grande Buda está sendo construído para uma grande comemoração nacional. Muito simples, mas inusitadamente, é um retrato nítido da vida na periférica sociedade de Taiwan e uma crítica sagaz ao sistema de classes sociais e sua crueldade.

Filmado principalmente em preto e branco em contra ponto com a colorização no mundo dos ricos, Huang ainda nos brinda com pontuais colorizações no mundo dos pobres destacando um pungente trabalho de fotografia enquanto uma trilha sonora saborosa e congruente faz maravilhas nos prendendo aos personagens que, se os encontrássemos na vida real, possivelmente não mereceriam duas olhadas nossas, se tornem, na tela, absurdamente fascinantes. Todos!

O roteiro é permeado por diálogos tão gostosos quanto mordazes que surpreendem o espectador e o mantêm com um sorriso nos lábios ainda que não retire nenhum dos aspectos sérios da trama como: o abismo entre pobres e ricos onde a pobreza inclusive retira a dignidade dos mortos, um crime violento, à solidão de quem ama, o abandono dos sem-tetos, a precariedade do sistema de saúde pública, as dicotomias religiosas, a questão dos privilégios estabelecidos na desigual sociedade local repleta de corrupção.

Assim, abordando temas tão “pesados’, é simplesmente genial que #TheGreat Buddha+ seja um filme divertido, tão convincente e comovente na sua poética mordaz e patética configurando-se num dos trabalhos mais originais de 2018 porque, sim, há vida inteligente muito, muito além de Hollywood!

“Afinal o que as pessoas hoje acreditam é que onde há imagem está a verdade”

"O nascimento é oito décimos do destino".

TRAILER

#Taiwan #Asia #Oscar2019