logo.png
  • Cardoso Júnior

Beije-me Primeiramente - Inglaterra-2018

Atualizado: Ago 22


Série ficcional da plataforma Netflix em co-produção com o Channel 4 do Reino Unido, parte de uma adaptação do romance de Lottie Moggach, para chamar a atenção sobre os perigos que rondam a Internet quando os navegantes são jovens com problemas de solidão existencial, carência emocional, complicações familiares, drogas e outros dramas que os levam a fugir da vida real para mergulharem em fuga na RV ( realidade virtual), em busca de amigos, grupos e algum sentimento de pertencimento social.

E, é com essa premissa inicial que o roteiro vai-se desenvolvendo ao longo de seus seis episódios, abordando os avanços tecnológicos que deveriam aproximar as pessoas, mas que podem muito bem acabar alienando-as e afastando-as do necessário convívio social gerando enorme perigo até para suas identidades. A questão proposta parte da pergunta: Será que os relacionamentos virtuais amenizam a solidão dos jovens ou causam enormes danos às suas psiques deixando-os inaptos para relacionamentos reais?

Com uma belíssima consistência técnica nas filmagens que misturam realidade, live-action e animação até o ponto de, nós mesmos ficarmos confusos entre o que é real e o que é virtual enquanto acompanhamos belíssimas imagens nos dois planos, e competentes referencias a filmes como Matrix e a Avatar e ainda constrói um clima detetivesco que envereda para um terror psicológico bem construído.

Com elenco que cumpre bem suas funções interpretativas, mas sem nenhum grande destaque, Kiss Me First, avança deixando algumas lacunas explicativas no roteiro que podem bem serem perdoadas ou não, mas certamente alguns passos sequenciais ficam faltando, principalmente no último episódio, pois após uma boa montagem de suspense e de aguçar a mente do expectador, a costura lógica entre narrativa e conclusão se esgarça comprometendo em muito o conjunto e a justificativa da obra.
Ainda assim, Kiss Me First tem o mérito no alerta não só aos jovens, mas também aos pais sobre o perigoso universo da internet e é uma lástima que seu fechamento quase bote tudo a perder

TRAILER



#Séries #Europa #Análise