logo.png
  • Cardoso Júnior

Terra de Minas- Dinamarca- 2016

Atualizado: Ago 17


O candidato ao Oscar 2017 pela Dinamarca insere-se naquele filão de contar uma dramática e brutal história real sobre a segunda guerra que pouquíssimas pessoas tomaram conhecimento e, ainda mais que isso, retrata um ponto quase único que é o sofrimento dos jovens Alemães (quase meninos), um mês após o termino do conflito em solo dinamarquês. Ponto! Com um plot muito pequeno sobre os dois milhões de minas terrestres enterradas nas praias da costa dinamarquesa e a macabra e absurdamente tensa missão de desarmar 45 mil delas por apenas 14 jovens, “#LandofMine” em um roteiro sensível, ágil, angustiante e surpreendente, dificilmente, não provocará a imersão total do expectador. Com fotografia que aproveita as reais e belíssimas paisagens, ótima composição de personagens, excelente trilha, pertinentes efeitos especiais e interpretações contundentes sem apelo para nenhum clichê de gênero, também pode ser visto como um grande exemplo de uma direção segura que sabe dosar picos altíssimos de tensão x emoção. A câmera estática que busca a proximidade das ações/ protagonistas sem descuidar dos detalhamentos e uso mais que adequado e na hora certa da alternância para câmera de mão para valorizar as emoções, eis uma produção respeitável em todos os sentidos fílmicos e que, certamente, também provocará inúmeras reflexões para quem tiver nervos de aço para acompanhar a narrativa. Assim sendo, a Dinamarca, mais uma vez, apresenta um dos mais bem realizados filmes da temporada que, fatalmente, estará e entrará nos favoritos ao Oscar 2017

TRAILER

#Europa #Análise #Oscar2017