logo.png
  • Fábio Ruiz

Malcolm & Marie – EUA – 2021


#Malcolm&Marie, terceiro longa-metragem escrito e dirigido por Sam Levinson, criador da série da HBO Euphoria, tem um roteiro peculiar, que expõe as questões e discussões de um casal, retornando da première do filme dele, construindo, em uma noite, a história dos dois, em meio aos seus conflitos correntes, ao revelar rusgas passadas em um ciclo constante e vicioso de construção e desconstrução O texto é bastante perspicaz, e, com muitas características teatrais, difícil para o público mais imediatista, pouco acostumado a profundidades, complexidades e densidades. Em meio aos desentendimentos de Malcolm e Marie, Levinson ainda faz uma análise crítica oportuna do politicamente correto.

A direção de Levinson é excelente, com belíssimos enquadramentos e distanciamentos, vide cena final. Apesar da firme condução de Zendaya e John David Washington, os dois, apesar de entregarem boas atuações, deixam a desejar em inflexões. Zendaya desperdiça diversas oportunidades ao sarcasmo, e o texto implora desesperadamente por esse, esquecendo-se de que é uma arma crucial da raiva, e John David tem pouca amplitude interpretativa, não variando muito além de algumas explosões e movimentos de corpo pouco orgânicos. Fotografia e música, demais proficientes, se destacam dos demais critérios técnicos e proveem beleza imagética e sonora. Edição, cenários e figurinos não pecam.

#MalcolmAndMarie, um filme sensível, interessante, com fortes traços teatrais, que poderia ter se excedido caso as protagonistas fossem interpretadas por atores mais experientes. Vale muito assistir.





TRAILER