logo.png
  • Fábio Ruiz

Intempérie – Espanha – 2019


#Intemperie, baseado no romance de Jesús Carrasco, narra a fuga de um garoto, após a Guerra Civil Espanhola, para a cidade grande, na qual terá que enfrentar o calor escaldante e a falta de água, entre outros perigos. O texto eleva os conflitos com bastante precisão, e traz arquétipos padrão, que ajudam na narrativa da trama, entretanto, o roteiro peca na previsibilidade, tanto da natureza da relação do menino com o capataz, que o caça, em cena que os atentos a perceberão, e do final, que é esperado, apesar de interessante. A estória traz ótimos conflitos em cenas bastante contundentes, vide a do sacrifício dos animais, e se conclui como o esperado.

A direção de Benito Zambrano é muito boa, nos enquadramentos e distanciamentos que acentuam as intempéries, e na condução dos atores. Luis Tosar, o Mouro, é o grande responsável pela conexão com a narrativa, em atuação excelente. O menino Jaime López poderia ser mais carismático, mas mesmo assim faz um bom trabalho com a personagem. A fotografia acentua os calores, passando as sensações constantemente; a arte contextualiza muito bem o período histórico, especialmente os cenários, e música e edição são competentes.

#Intempérie, um filme que se destaca por seus conflitos e suas evoluções, mas que falha ao apontar nas direções da revelação do menino, e de sua conclusão, que são previsíveis. Vale assistir.






TRAILER