logo.png
  • Clayton Inacio

Um Lugar Silencioso – EUA – 2018

Atualizado: Ago 18


O novo filme dirigido por John Krasinski revela que para uma boa história de horror, não é preciso o acúmulo abrupto de jumpscares e pessoas gritando o tempo todo. O silêncio pode ser muitas vezes, e o é, de fato, muito mais assustador. E é imperioso frisar que esse longa é mais que uma simples obra de terror.

A história se passa num futuro não muito distante, onde uma família vive numa fazenda escondendo-se de criaturas que invadiram a terra e atacam ao som do mínimo barulho possível. Tendo essa premissa simples, o longa trabalha sutilmente um dos recursos pouquíssimo utilizados na maioria das obras atuais de suspense: o silêncio absoluto. E ele deixa de ser apenas um recurso para criar a tensão no espectador e figura como um personagem da trama. E isso, por si só, torna a obra grandiosa, pois além do clima angustiante que se estabelece no primeiro ato, a relação dos personagens é bem perceptível através do olhar ou da forma como se tocam em alguns momentos (há uma cena linda envolvendo um fone de ouvido). E não obstante a isso, o que torna o filme primoroso é a capacidade dele ser classificado como terror, mas te fazer envolver-se no drama que a história possui.

E por falar no drama, é ele que faz jus ao diferencial para as obras do gênero. Aqui, o espectador consegue se conectar a cada personagem e perceber que a construção das relações humanas é ao mesmo tempo complexa, mas valiosíssima, até mesmo por uma questão de sobrevivência. As interpretações são muito convincentes, levando o público a torcer por cada um dos personagens. É inegável que o filme, apesar de curto explora muito bem as várias camadas de seu enredo, transformando o horror em um elemento praticamente subjetivo. E ele pode representar várias situações reais que nós precisamos enfrentar, seja ele o medo, os desafios cotidianos e até mesmo a impotência diante de uma situação inevitável. Talvez isso não fique tão claro, à medida que o gênero de terror não costuma explorar esses temas com muito afinco. E talvez, por isso, merece ser visto mais de uma vez. E não é porque à primeira luz fica imperceptível essa dicotomia que ele apresenta. Mas para que cada uma delas, o horror e o drama, possa ser experimentada de forma genuína.

Um Lugar Silencioso é essencialmente um Thriller, capaz de nos proporcionar boas experiências aflitivas, mas que carrega uma história além do clima de tensão, estabelecendo uma conexão com a realidade de forma metafórica e, concomitantemente a uma história recheada de sentimentos que norteiam as relações afetivas.

TRAILER

#Hollywood #Análise