A Qualquer Custo - EUA- 2016

11 Dec 2016

 

 

Por ter sido o filme independente dos EUA que fez maior sucesso em 2016, e por ter roteiro de Taylor Sheridan (Sicario), claro que fomos conferir e, para nossa surpresa, em poucas palavras, “Hell or High Water” é impecável!

Talvez, um olhar menos arguto, possa apenas perceber o velho jogo do gato e rato ou mesmo outro trabalho sobre mocinhos e bandidos, mas a pegada da subtramas é muito, muito mais genial que isto.
Por isso, uma atenção redobrada desde a primeira cena da abertura e um ouvido atento a espetacular trilha sonora, poderá revelar muito mais coisas que não estão lá por mero acaso estilísticos e sim, como um grande complemento elucidativo para o drama central desenvolvido.
E, mais atenção ainda, pois este recurso permeará toda a narrativa de forma brilhante acrescentando ao arco principal uma gama genial paralela e complementar.

Fica muito claro que a direção estava literalmente apaixonada pela estória que vai colocando na tela, seja pelos enquadramentos preciosos, pela escolha dos magníficos e muitas das vezes complexos e múltiplos planos, formatando um quadro de imagens tão coerentes com o roteiro que, cada take, contêm em si próprio, um significado complementar à narração.

Este faroeste moderno apresenta uma notável preocupação com a mise en scène, reunindo uma trinca de protagonistas comprometidos com seus mais que críveis personagens sem olvidar do ótimo elenco de apoio que, todos juntos, somam em diálogos realistas, tão ferinos quanto deliciosos que ainda ousam abordar de forma direta, mas muito bem humorada, a xenofobia e a grande crise imobiliária Americana e mundial de 2005, sem, contudo, perder tempo com explicações teóricas.
Tudo está lá, o tempo todo, para quem mantiver os olhos abertos e disposição para decodificar as mensagens.

Não, ‘ A Todo Custo”, não é só um filme sobre uma dupla de assaltantes perseguidos, é muito mais que apenas isto ao retratar o quanto o sistema bancário (mundial), é cruel e sedutor, na ganância de gerar lucros ainda que a custa do esmagamento dos cada vez mais endividados indivíduos.

“Hell or High Water” merece assim todos os louros de uma produção independente que foge do comercial e, por isto também, torna-se respeitável em todos os níveis e que ainda reserva, para deleite de todos, um doce sabor de vingança.

Estreia nacional, 27 Dezembro 2016.

 

 

TRAILER

 

 

Please reload

© 2018 por ACADEMIA DE CINEMA. Criado por Matheus Fonseca, todos os direitos reservados.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram-v051916_200

CURTA-NOS NO FACEBOOK