top of page
logo.png
  • Foto do escritorFábio Ruiz

Um País Livre – Alemanha – 2019



Muito além de apenas um filme de suspense, #FreiesLand analisa o cenário na Alemanha Oriental poucos anos após a queda do muro de Berlin, quando ainda há ranços e resquícios do regime totalitário estabelecido pela USSR após o final da Segunda Guerra Mundial. O texto traz uma história de suspense muito bem engendrada dentro dos contextos pós-queda, cujo desvendamento, desnuda o crime organizado florescido durante o período de domínio, os vícios das forças de repressão, e o desejo de fuga para a cidade grande ou para o oeste dos habitantes das remotas, paupérrimas e sem perspectivas cidades interior do oriente alemão. O contexto político-social suplanta o suspense, visto o nome da obra, e o último, um tanto elucubrado em excesso, funciona muito bem como fio condutor pelo sombrio interior oriental da Alemanha. Há referências muito bem construídas que dão um tom de terror, mas que se explicam dentro da realidade ficcional. O corvo, por exemplo.



A direção de Christian Alvart é excelente, construindo imagéticas que descrevem a agonia da falta de perspectivas e o desespero diante do marasmo oriental. Trystan Pütter, o detetive Patrick, e Felix Kramer, o detetive Markus, excelentes, conduzem o espectador pelos sentimentos dos alemães orientais dentro do contexto do suspense apresentado, e o elenco coadjuvante é muito bom. Fotografia, música e arte acentuam com primor a decadência do país após a fusão com sua irmã ocidental desenvolvida e rica, e a edição é muito boa.


#UmPaisLivre, um suspense que desnuda o cenário histórico-político-social nos anos seguintes à queda do Muro de Berlim, no interior do lado oriental. Vale muito assistir.




TRAILER



Comments


bottom of page