logo.png
  • Fábio Ruiz

O Dia Depois de Eu Partir – Israel – 2019



#TheDayAfterImGone, com uma sinopse interessantíssima - pai e filha enfrentam suas dificuldades após a tentativa de suicídio da menina -, estabelece, um pouco lentamente, as conjunturas familiares correntes antes do fato, quando o que mais importa são aqueles imediatamente após, que ficam comprometidos pela superficialidade material e pela brevidade de suas apresentações, muito é exibido antes, que não chega a ser explorado depois, mas talvez fosse essa a intenção, pois pouco se conhece de pai e filha além do visto, ambos pouco verbalizam, e manter o distanciamento das personagens dos espectadores, apesar de ter sido uma proposta interessante de fazê-los sentir o das personagens, acaba por dificultar a empatia com esses. Há algumas metáforas interessantes, como a do carrossel em relação aos altos e baixos da vida, mas muito deixa de ser aproveitado, como a “mandinga” do arroz, que não se conclui.

A direção é muito boa, com tomadas interessantes, vide a cena de abertura do carrossel, e mãos firmes na condução do elenco, especificamente das protagonistas. O elenco é competente, mas pai e filha se destacam, especialmente a última. Fotografia imprime tonalidades áridas como muito da paisagem apresentada, música comunga muito bem com o texto, e arte e edição são muito boas.

#ODiaDepoisDeEuPartir, um filme com uma proposta interessante, com um final que coaduna com a intenção do texto, mas que pode decepcionar aqueles mais ávidos por conclusões mais contundentes ou finais felizes. Vale assistir.





TRAILER