top of page
logo.png
  • Foto do escritorCardoso Júnior

O Conto da Aia, 4ª temporada. EUA-2021

Atualizado: 21 de jun. de 2021



Impactando o mundo em sua primeira temporada e depois arrastando-se um pouco na segunda e terceira, essa 4ª temporada de #TheHandmaidsTale começa morna, mas trabalhando seus pontos temáticos que se utilizam da distopia para tratar importantíssimos temas super atuais, esquenta recompensando seu público com catarses gratificantes bem como com algumas surpresas bastante satisfatórias.


Se a 3ª temporada ratificou que a protagonista seria uma rebelde combativa e influenciadora, a 4ª solidifica essa posição, agora, buscando a cura dos traumas através da claudicante ou tendenciosa justiça dos homens fazendo-nos torcer, cruzar os dedos e desejar com todas as forças que os vilões sejam punidos.


A cinematografia, o design de produção e a trilha sonora continuam deslumbrantes enquanto Elisabeth Moss está estupenda, principalmente na cena do depoimento onde transborda uma gama de emoções conflitantes num longo discurso gravado numa única tomada. É de tirar o folego e aplaudir de pé!


Embora o roteiro, felizmente, retire o foco dos horrores descomunais de Gilead, ele, lentamente, vai construindo uma anti-heroína assustadora enquanto sutis críticas de cunho político social vão surgindo para olhos mais atentos – como a rápida cena do super mercado e das duas mulheres muçulmanas para lembrar como o Islã trata as mulheres -, sempre levantando em nós reflexões sobre os rumos de nossa sociedade e os perigos dos sistemas governamentais despóticos amparados por conveniência jurídicas enquanto homens poderosos tem mais credibilidade que as mulheres que eles vilipendiam.

.

Por fim, mesmo o roteiro permitindo algumas barrigas e buracos, é a falta de lógica em algumas cenas que zombam do bom senso, impedem o crescimento da narrativa, muito embora questões universais sobre perdão, novo e velho testamento e ética, permaneçam tão atuais que servem como alerta máximo as pessoas do nosso tempo sobre esses regimes totalitários e fechados ao mundo que precisam ser banidos da face da terra.

O que vira depois? Só a quinta temporada poderá nos revelar....

Prays be !


Ps: “Eles sabem o que ele era, o que ele fazia e como se sentia, eles fizeram um acordo com ele de qualquer maneira. Então, talvez o que ele está dando a eles seja mais valioso do que o que ele tirou de mim. ”




bottom of page