logo.png
  • Cardoso Júnior

Never Gonna Snow Again - Polônia – 2020


O drama polonês indicado para concorrer a uma vaga no Oscar 2021, traz muita expectativa principalmente vindo de um país que já nos deu o incrível ‘Ida” (comentado em 5/11/14), e o espetacular “Guerra Fria’ (comentado 2/11/18), só pra citar dois.


Com uma espetacular sequência na abertura em tons sombrios com luzes oscilantes em belos contrastes, o espectador meio que presente o hibridismo entre realismo e absurdo com um que de assustador vivenciando, desde o início, uma experiência visual interessantíssima ao mesmo tempo em que é levado a uma curiosidade imediata sobre o protagonista uma vez que, a única informação que nos é dada é a sua origem e mais nada.

Na sequência, o roteiro nos leva para um condomínio fechado repleto de mansões idênticas onde nos conecta, por alguns dias, com algumas personagens muito complexas e díspares, todas ansiosas para encontrarem um caminho para tratarem suas “feridas” emocionais, psíquicas e físicas que buscam controlar com todo tipo de drogas através de massagens e hipnoses, gerando grande dependência emocional e até erótica por aquele que acaba tornando-se seu enigmático bem feitor.

Partindo dessa interessantíssima premissa, podemos detectar insinuações sociopolíticas intercaladas com humor leve dentro de uma cinematografia muito bem trabalhada tangenciando o onírico compondo uma variedade imagética enorme na cenografia diferente para cada ambiente genuinamente igual levando-nos a questionar se a variação ambiental reflete corpos por fora e por dentro.

Com atuação brilhante, altamente contida e sem emoções do britânico-ucraniano, Alec Utgoff (Stranger Things), e bela trilha sonora com clássicos em piano ou até mesmo nos toques de campainhas, o enredo provocativo trabalha muito bem um enigmático exercício sensorial através de vários simbolismos surrealistas que criam um desafio intelectual rico e complexo que, no entanto, não abre espaço para o público conectar-se emocionalmente nem com os personagens e nem com a proposta fazendo de #NeverGonnaSnowAgain, um belíssimo devaneio imagético onde todos os segredos permanecem velados propondo reflexões, algo que pode desagradar um público menos afeito a proposta.



TRAILER