logo.png
  • Cardoso Júnior

Não Divida – EUA- 2021


Exibido no Festival de Sundance de 2020 e indicado ao Oscar 2021 na categoria de Melhor Curta Documentário, causando o primeiro boicote do governo da china a transmissão da cerimônia em território chinês, mesmo tendo um fortíssimo candidato na categoria de Melhor Filme Internacional, #DoNotSplit é do tipo no qual o documentarista exerce a perigosa tarefa de registrar in loco e em tempo real as manifestações estudantis ocorridas em Hong Kong por conta da implementação da radical e arbitrária Lei de Segurança Nacional.

Partindo da premissa que o espectador se inteirou sobre os recentes fatos através dos noticiários, o experiente jornalista e diretor neozelandês, Anders Hammer, acompanha o conflito por ruas e prédios da cidade, durante meses, fazendo perigosos registros dos graves enfrentamentos entre a população da cidade e a truculenta polícia repressiva.


Muito próximo do gênero “documentário de guerra”, onde a câmera persegue e segue as ações onde quer que aconteçam captando a realidade muita das vezes em detrimento de imagens mais estáveis e de enquadramentos mais estudados, o corajoso diretor, notadamente um estrangeiro entre fogos cruzados, arrisca sua integridade física e até sua liberdade em solo reconhecidamente contrário as liberdades de expressões.


O artifício de usar jovens com domínio do inglês (o que não é raro no país), para contextualizar os fatos, mesmo que não mergulhe mais profundamente nas relações de causas e efeitos do conflito, (China x Hong Kong), permite que o espectador acompanhe a linear cronologia durante seus 35 minutos.

As fortes imagens dos conflitos de ruas abrem mão de close-ups apelativos, registram discussões verbais de grupos pró-china e acompanha coletivas de decisões governamentais até janeiro de 2020 onde o avanço do Co-vid-19 muito “coincidentemente”, impede aglomerações vindo corroborar com a lei de Segurança Nacional coibindo o movimento pró democracia.

É ver pra crer.




TRAILER