logo.png
  • Fábio Ruiz

De forbandede år – Dinamarca – 2020



O roteiro de #IntoTheDarkness narra a saga de uma família dinamarquesa durante o período de ocupação alemã em que o rei da Dinamarca e o governo efetivamente funcionaram no protetorado. O texto, muito bem escrito, é muito oportuno desde as cenas iniciais quando ocorre a invasão alemã até o seu final, ilustrando os cenários políticos do período, dividido entre o antinazistas e os anticomunistas, inclusive dentro da própria família Skov, narrando os conflitos advindos dos posicionamentos políticos de cada um e dos comprometimentos feitos para a sobrevivência familiar em uma Dinamarca neutra. Apesar de ser uma saga, não tropeça na morosidade e na superficialidade, nem dispersa o interesse, como muitas fazem, entretanto, parece um produto mais adequado à televisão.



A direção de Anders Refn é ótima, com planos, distanciamentos e sequências muito bem construídos, vide a cena inicial quando aparecem os aviões alemães, e conduz com mãos firmes um grande elenco, bastante uniforme liderado pelo ótimo Jesper Christensen, que muitos reconhecerão da saga 007. Fotografia, arte, música e edição são excelentes.



Um filme interessantíssimo narrando a saga de uma família em um país com papel controverso durante a segunda guerra mundial, para sobreviverem a tudo, inclusive a si mesmos. Vale assistir.