logo.png
  • Cardoso Júnior

Bittu – Índia- 2021



Este indicado ao Oscar 2021 na categoria de Melhor Curta-Metragem, parte de uma inspiração em fatos que a escritora e diretora Karishma Dev Dube transcreve para as telas em 17 minutos captando a displicência em escolas públicas, o sistema de castas desde cedo e as tragédias que podem advir em povoados muito distantes dos centros.

De novo, falar mais sobre um trabalho de 17 minutos é estragar a experiência do cinéfilo e, não farei isso por respeito a ela e a eles. No entanto ainda posso dizer que através de uma estória de amizade infantil, o roteiro que quase abre mão de diálogos apostando nas expressões transmitidas por sua ótima protagonista mirim, tangencia o estilo de documentário onde a câmera acompanha e registra suas personagens deixando-nos como expectadores curiosos do desenvolvimento de um dia na vida de uma menina.

A direção explora o máximo a alternância entre certeiros closes e alguns planos abertos para contextualizar o cenário em que transitam suas personas enquanto a paleta de cores vai alternando de acordo com as vibrações emocionais ampliadas pela música que alterna festividades, tensões e brincadeiras infantis.



Assim, #Bittu (a menina enfezada, expansiva e contadora de histórias), deixa-nos o testemunho de um dia onde sua teimosia, sua birra ou sua sorte, salvou-lhe de um destino terrível.




TRAILER