top of page
logo.png
  • Foto do escritorCardoso Júnior

As Quatro Filhas de Olfa – Tunísia – 2023


Classificado entre os 15 Melhores Filmes Internacionais no Oscar 2024 e, também vencedor como Melhor Documentário em Cannes 2023, #FourDaughters, é um híbrido impressionante e original de documentário com reconstituição, experimento e até terapia em tempo real – embora transite por várias linhas de tempo – sobre a vida das mulheres tunisianas e do perigosíssimo trabalho de recrutamento de meninas jovens para o Estado Islâmico.


Sem dúvida essa é a melhor época do ano para quem realmente ama o cinema. Essa oportunidade de assistir trabalhos que estão fora da receita de bolo Hollywoodiana (que domina o ocidente) é um verdadeiro engrandecimento não só do conhecimento cinematográfico como da alma. Assistir produções da Tunísia, Armênia, Islândia, Dinamarca, Ucrânia, Marrocos e Butão, para citar alguns aqui comentados, é um verdadeiro mergulho geográfico em um meta universo cinematográfico. Felizes aqueles....


A cineasta e roteirista tunisiana, Kaouther Ben Hania que já nos tinha dado outro classificado ao Oscar 2021, o incrível “O Homem que Vendeu sua Pele (Análise nº 1.459), parte de uma notícia da TV local onde uma mulher tunisiana chamada Olfa denunciava o fracasso do governo do país em combater o Ísis que havia aliciado e contrabandeado suas duas filhas mais velhas dilacerando uma família inteira.

 


 A ideia de aproveitar os próprios membros da família em questão (substituindo as irmãs ausentes por atrizes e uns outros poucos personagens masculinos), faz com que essa reconstituição de fatos seja muito autêntica e igualmente dolorosa para eles mesmos que observam enquanto participam das cenas guardadas em suas memórias.


É muito interessante de ver as cenas onde os atores que estão interpretando alguns personagens sejam interrompidos em cena aberta pelos membros da família que “ajustam” as falas e sentimentos deles no intuito de tornar os fatos cada vez mais próximos da verdadeira história, criando uma experiência única no cinema pelo tipo de “cola” que junta com consistência realidade e ficção.


Chega a ser incrível como algo tão simples e desprovido de grandes recursos cinematográficos, aborde em tão pouco tempo temas como: a força da irmandade, imensas dificuldades parentais, inúmeros traumas, misoginia, abuso sexual, fome, pobreza, resiliência e o peso de uma sociedade patriarcal sobre as mulheres que as esmaga.



#AsQuatroFilhasdeOlfa, mesmo arriscando perder seu pico de atenção, é um experimento cinematográfico que expões de maneira inusitada um mundo, uma sociedade, uma família que nós, ocidentais que somos, jamais poderíamos conceber no século XXI.

  



コメント


bottom of page