logo.png
  • Cardoso Júnior

Você Não Estava Aqui- Reino Unido-2020

Atualizado: Ago 19


Para quem não conhece ou não lembra do diretor britânico Ken Loach, de 83 anos, basta saber que é o realizador de “Eu, Daniel Blake”, que impactou Cannes, venceu o BAFTA, figurou no Top Five do Oscar 2016 e já foi analisado aqui. Lembraram?

Bom, Ken Loach é conhecido pelo cinema com proeminente crítica social e retorna à sua ótica no roteiro sobre a rotina familiar de uma família inglesa durante a crise de 2008 de tal forma que, todo o escopo dramático-social de #SorryWeMissedYou, nos é inteiramente familiar e mundial.


Ao apontar sua câmera para a realista “dramatização” da atualíssima “escravidão moderna” onde a tecnologia fornece ilusória liberdade através da “urberização” e franquias que propiciam a conquista do tão sonhado negócio próprio e sem patrões, ele também explicita as cruéis armadilhas e percalços trabalhistas que vão lentamente sufocando o empreendedorismo provocando severos efeitos colaterais na criação dos filhos.

Com muito cuidado para nunca trilhar o melodrama, e mantendo sua estética austera despida de artifícios, Ken Loach vai, com apoio do pequeno e primoroso elenco, construindo a luta diária pela sobrevivência e compondo estruturas emocionais em colapso enquanto denuncia os donos das tecnologias criadas para facilitar, mas que estão a serviço do capitalismo selvagem.

#VocêNãoEstavaAqui, (mensagem que fica na porta quando não se encontra o destinatário) desvenda o intrincado mundo das empresas de comércio digital, (Amazom?), impactando e fomentando reflexões sobre a conturbada vida moderna onde o teor humano fenece diante do complexo esquema trabalhista.

Ps1: Disponível em VOD

TRAILER

#ReinoUnido #2020 #Europa #Análise