logo.png
  • Cardoso Júnior

Corpus Christi – Polônia-2019

Atualizado: Ago 10


O finalista na disputa de Melhor Filme Internacional no Oscar 2020, é inspirado em fatos reais com algumas pitadas ficcionais e se configura num potente drama com boas doses de tensão com momentos levemente cômicos para construir um plot sobre uma sucessão de enganos que geram mudanças significativas para todos personagens.

Inteligentemente fugindo de temas “sobre a igreja católica”, #Corpuschristi vai muito mais fundo em questões de fé e nas possibilidades de transformações espirituais individuais e sociais.

Assim, o mais que subversivo #BożeCiało, merecidamente incluso no seleto grupo, faz uma crítica urgente e necessária sobre farsas religiosas e a corrupção movida a interesses que permeiam um mundo onde a humildade e o perdão são dificilmente encontrados.

Com performance mais que dinâmica do protagonista e do interessante elenco de apoio, a direção aposta em inúmeros closes ups para intensifica-las enquanto o roteiro brinca e alterna entre confissões bombásticas que servem como gancho para sermões impressionantes vindos de quem menos esperamos passando por temas como condenação, deturpação de fatos, ódio, vingança, redenção e traições numa narrativa que nos leva a reflexões sobre quem está ou não autorizado a falar em nome de Deus.

Ácido no tratamento das hipocrisias ambíguas da moralidade, tenso em seus meandros e violento em seu cerne, #Corpuschriste merece a apreciação de todo cinéfilo que já conhece o premiadíssimo e emblemático cinema Polonês.

PS1 Disponível em VOD

Ps2 ; "O celibato é inútil, Deus teve um filho e ninguém o crítica"

TRAILER


#Oscar2020 #Polônia #Análise