logo.png
  • Clayton Inacio

Pequena Grande Vida – EUA (2017) – Análise II


Todo mundo já ouviu a expressão: Mais vale um pássaro na mão, do que dois voando. Pois é; talvez Alexander Payne, tenha esquecido o significado deste ditado tão popular.

Isso porque, seu novo trabalho ‘Pequena Grande Vida’ é uma obra que, sendo exposta com singularidade, é capaz de nos imergir numa ideia central, fazendo o espectador refletir de forma particular, as questões que envolvem a narrativa da história. E, partindo de Alexander, é possível concluir l que a referida crônica é rica e sutil, haja vista sua habilidade em tratar das relações humanas e os desdobramentos que uma causalidade, seja ela externa ou interna, pode ocasionar.

E neste filme, essas relações interpessoais são muito bem trabalhadas, onde personagens se apresentam e imprimem suas personalidades e, à medida que os eventos da história vão ocorrendo, o resultado das ações e reações de cada um transita entre o humor, a histeria, o romance e até a expectativa e o desapontamento. E, correlacionando-os às questões abordadas inicialmente na trama, pode-se dizer ela ‘daria pano pra manga’, levando o público a se questionar de diversas formas, entre elas a de: Será válido ‘rir da desgraça alheia?’

No entanto, se o viés da narração singular expele uma questão universal, é necessário haver no mínimo, coerência entre elas, para que não se perca a linearidade da história (pelo menos aquela que cada espectador decidiu acompanhar). E é justamente nesse ponto, que Payne acabou dando corda demais, para que sua obra pudesse se enforcar. Isso porque o problema não é abordar vários temas genéricos. Mas é saber conduzi-los, sem que estes sejam destituídos por uma máxima sem qualquer nexo (pelo menos, dentro do que a trama já havia proposto).

Mas há que se dizer que o filme não é ruim. Ou talvez, digamos que não seja esplendoroso como os outros trabalhos de Alexander. Talvez a qualidade dependa da perspectiva de cada um, como diz um ditado: O copo pode estar meio cheio ou meio vazio. E se tudo que foi exposto aqui, não tenha explicado nada, talvez você entenda o que Pequena Grande Vida, de fato tenha significado.

TRAILER