logo.png
  • Cardoso Júnior

Jackie - EUA - 2016

Atualizado: 17 de Ago de 2020


Com um plot simples fixado exclusivamente no ano de 1963 e centralizando a narrativa nos momentos dramáticos vividos por uma das mulheres mais influentes de sua época, o conhecido diretor Pablo Larin foge do formato habitual das extensas biografias convencionais, entregando um trabalho com foco datado.

Apostando todas as fichas na performance de Natalie Portman já que o elenco de apoio tem pouca relevância, a história funciona já que Natalie cumpre bem com o desenvolvimento da personagem, muito se assemelha a ela em maneirismos ainda que a peruca nitidamente atrapalhe, mas entrega uma Jacqueline Kennedy convincente mesmo que não apresente nada de tão excepcional.

Com muitos elementos técnicos corretos, ( indicados ao Oscar 2017), como a perfeita fotografia em P&B nos momentos certos, ótimos figurinos, direção de arte e designer de produção, apresenta uma reconstrução histórica competente sobre um fato que abalou o mundo e como uma mulher tenaz e obstinada lidou com uma tragédia pessoal sem precedentes.

Para historiadores e púbico que acompanhou os fatos expostos na cinebiografia, por certo é um trabalho interessante, mas para uma platéia menos chegada a essas particularidades, fica apenas como um trabalho Okay que logo será esquecido da mesma forma que Diana (2013) e Grace de Mônaco (2014).

TRAILER


#Oscar2017 #analise #Hollywood