logo.png
  • Cardoso Júnior

Sing Street - Música e Sonho - Irlanda-2016

Atualizado: Ago 17


Dirigido pelo irlandês John Carney (“Mesmo Se Nada Der Certo” comentado por nós em 11/10/2014), um verdadeiro mestre quando o assunto em cena é musical, ovacionado no Festival de Sundance, chega agora, com todos os méritos, ao Top Five de filmes estrangeiros no Globo de Ouro 2017. Bravos! Justiça foi feita!

Com um plot simplíssimo sobre amor adolescente, numa Irlanda em alta recessão, este trabalho independente com qualidade irretocável e brilhante elenco amador, mostra-nos o processo criativo que gera a composição de letras e músicas a partir dos nossos sentimentos quando as criamos.

Claro que o revival cultural da efervescência musical dos anos 80 que compõem toda a estrutura da trilha sonora provoca uma apurada reconstrução de época, seja nos costumes, diálogos, sentimentos, figurinos, maquiagem e penteados de uma forma tão universal que fica extremamente fácil criar várias identificações com tudo e todos.

Salta aos olhos como o diretor roteirista, com enorme facilidade, desenvolve personagens com muitas camadas psicológicas sem colocá-los como meros “instrumentos” da narrativa, mas emprestando-lhes personalidades complexas em suas aspirações, sonhos e frustrações.

Totalmente despretensioso e singelo, “Sing Street” ainda nos fala sobre a coragem de perseguir nossos sonhos, sobre a tenacidade necessária à este tipo de conquista, sobre o perigo das confortáveis acomodações que geram grandes frustrações, de forma alegre, sonhadora (mas com pés no chão), utilizando-se de todos os clichês de gênero de forma tão original que será impossível você não assisti-lo com um sorriso no rosto e uma enorme vontade de dançar.

Ps 1: Menção honrosa pra trilha musical!

PS 2: A má notícia é que é o tipo de trabalho que, provavelmente, jamais chegue aos cinemas nacionais em virtude de que a grande parte do público brasileiro tornou-se apenas consumidor de produções hollywoodianas, meramente comerciais/ banais.

PS 3: A boa? Sim! A Netflix, mais uma vez salva e dá oportunidade para os verdadeiros cinéfilos apreciarem uma das mais agradáveis surpresas do cinema de 2016.

TRAILER


7


#Europa #Análise