logo.png
  • Cardoso Júnior

Missão Impossível: Nação Fantasma - EUA - 2015.

Atualizado: Ago 15


Aqui, nunca fomos o que pode ser chamado de “fãs de carteirinha” desta franquia, mas confessamos que assistimos todos, desde que Brian de Palma a criou 19 anos atrás. Uau! Então, por pura curiosidade e tradição cinéfila, fomos conferir o quinto capítulo. O clímax transferido para a seqüência inicial, já avisa e lembra que é altamente necessário abandonar qualquer tipo de bom senso se quiser embarcar no clima. Tudo bem ? Caso você aceite tal premissa, vai entrar em um mundo de espionagem e ação, com ação e, mais ação,com direito a todos os clichês do gênero durante duas horas. Pode apostar que terá locações em vários países, muitos tiros, inúmeras explosões, perseguições incríveis e, claro, equipamentos de última geração tais como lentes de contato com câmeras embutidas e esses etcs. Não, não é James Bond, ok ? Se perceber que o roteiro, repleto de traições dentro de traições e muitas reviravoltas, é montado para dar suporte a tudo isso e achar bacana, com certeza, vai acompanhar algo eletrizante e admitir que direção, fotografia, edição, efeitos e trilha são espetaculares. Adrenalina pura e de alta qualidade. O elenco da suporte a proposta (alucinante com bem dosados momentos cômicos), e traz uma surpresa que te fará esperar pelos créditos: Quem é a “Bond girl” Rebeca Ferguson que rouba as cenas? Melhor ficar de olho nessa atriz. Caso você prefira algo no gênero mais...verossímil, não decole em um avião segurando-o pelas mãos e aguarde pela franquia ‘ Bourne”, enquanto isso, Nação secreta, por certo, é o melhor filme de ação do ano;talvez. Se você é fã deste tipo de blockbuster, sairá com um sorriso no rosto e se não é, sairá rindo muito. Seja como for, não se pode negar que o entretenimento é mais que agradável e que a qualidade técnica é respeitável.

TRAILER

#Hollywood #Análise