• Academia de Cinema

Timbuktu- Mauritânia-2014


Falando sobre a cidade de mesmo nome, é um trabalho pontual sobre a opressão/ fanatismo religioso no mundo Muçulmano e, as barbáries cometidas em nome do fundamentalismo e do radicalismo fanático do Estado Islâmico, inclusive na destruição do legado artístico de um povo milenar.

Filmado em tons de amarelo vibrante, repleto de simbolismos, optando pelo tom naturalista, tem lá pelos 20 minutos, uma curiosa citação ao Brasil e, escapa de cenas de violência física sem, no entanto, omitir que, talvez, seja pior observar a castração das mínimas liberdades individuais como cantar, tocar um instrumento ou mesmo jogar bola.

Não, caros amigos, não estamos falando sobre uma matéria que lemos agora em um jornal; falamos de um filme atual, importante, inteligente, com fotografia belíssima retratando opressão versus resistência.

Aqui deixamos nosso respeito a essa obra e uma recomendação.

TRAILER

#África #Análise #Oscar2015

7 visualizações